• Bahá'í World News Service

Limpeza de Rio no DF Impulsiona Gestão Ambiental



SÃO SEBASTIÃO, Brasil, 21 de Setembro de 2021 - Quando em agosto um grupo de jovens em São Sebastião (DF), Brasil, estava explorando como poderiam limpar um rio da localidade que estava cheio de lixo, eles tinham questões maiores em mente.


“Se limparmos o rio, como vamos evitar que o lixo volte?” perguntou um dos jovens do bairro Vila do Boa.


Para responder a esta pergunta, os jovens se voltaram para as percepções que ganharam por meio de sua participação em programas educacionais bahá'ís que desenvolvem sua capacidade de analisar a realidade social, identificar as necessidades de suas comunidades e servir a sociedade.


“Precisamos conscientizar sobre a proteção do meio ambiente junto com a limpeza”, comentou um dos jovens.


Diferentes grupos de jovens da Vila do Boa participando de programas educacionais bahá'ís que desenvolvem sua capacidade de analisar a realidade social, identificar as necessidades de suas comunidades e realizar atividades de ação social.

As conversas continuaram e os jovens chegaram à conclusão de que um boletim informativo poderia ser uma forma eficaz de conscientizar sobre o meio ambiente e compartilhar mais amplamente sobre seus esforços para contribuir com o bem-estar da vizinhança. Aproveitando o jogo de palavras, o boletim foi intitulado “Vila do Boa — Só Notícia Boa”.


“Só tem notícias negativas nos jornais, violência e tristeza, então surgiu a ideia de compartilharmos notícias boas e positivas para dar esperança aos vizinhos e convidá-los a participar”, afirma Marlene, a facilitadora do grupo, em entrevista ao News Service.


Perguntas ainda mais desafiadoras apareceram à medida que os planos para a limpeza começaram a tomar forma. “Como poderíamos coletar tanto lixo? E como poderíamos levar tudo, incluindo aparelhos de TV e móveis descartados, para a estrada principal para serem removidos?” os jovens se perguntavam.

Os jovens e a facilitadora de seu grupo (à esquerda) visitando o escritório de um oficial municipal (o segundo da esquerda) para descrever os objetivos dos programas educacionais oferecidos pelos bahá'ís da Vila do Boa e para compartilhar sua visão para a melhoria da ambiente de sua vizinhança.

No entanto, não demorou muito para que os jovens recebessem uma resposta às suas perguntas. Uma autoridade municipal ouviu sobre o projeto através da mãe de um dos jovens em um evento sobre o acesso à água e se ofereceu para se encontrar com os jovens para saber mais sobre a iniciativa.


O oficial, inspirado por seu encontro com os jovens, providenciou imediatamente caminhões e trabalhadores para auxiliar na limpeza e forneceu vários cartazes que foram pintados pelos jovens e colocados perto do rio para encorajar as pessoas a manter a área limpa.


Enquanto isso, o primeiro boletim foi produzido e entregue a mais de 120 famílias da região. Nicole, uma das jovens do bairro, resumiu a experiência das conversas com as famílias, afirmando: “Se plantarmos sementes boas, delas crescerão coisas boas”.


No dia da limpeza, o empenho dos jovens em apoiar a iniciativa inspirou os trabalhadores municipais a expandir seus esforços para além do rio, atendendo também outras partes do bairro e resultando na retirada de 12 toneladas de lixo.


Inspirados pelo empenho dos jovens e de outras pessoas que se manifestaram para apoiar a iniciativa, os trabalhadores municipais ampliaram os esforços de limpeza para outras áreas do bairro.

“Foi difícil trabalhar no calor usando máscara, mas o projeto criou amizades mais fortes em nosso bairro”, diz Esdras, um jovem da Vila do Boa.


Gabriel, outro jovem, descreve como os programas educacionais bahá'ís que deram origem a este projeto inspiraram os jovens a servirem a sua vizinhança ao longo dos anos. “Mais e mais jovens estão vindo para aprender sobre como podem participar e encontrar um maior senso de propósito ajudando sua comunidade. É assim que estamos construindo nossas vidas, por meio de amizade, serviço e união.”



Liese von Czékus Cavalcanti, membro da Assembleia Espiritual Nacional dos Bahá'ís do Brasil, elabora ainda mais, descrevendo como esses esforços abriram a possibilidade de uma colaboração mais estreita entre os residentes da área e o governo para atender às diferentes necessidades da comunidade e criaram entre os vizinhos um senso de vontade coletiva para agir.


“A transformação social requer construir unidade entre indivíduos, comunidades e instituições. O poder de efetuar mudanças duradouras não está na oposição e na guerra. Está em unidade. Este é o poder de transformação. ”


Jovens de todo o Brasil que estão engajados em programas educacionais bahá'ís, realizando diferentes atividades de ação social para o bem-estar de suas comunidades.

Fonte: Bahá'í World News Service. Original em inglês disponível aqui


399 visualizações