• Bahá'í World News Service

Centenário do passamento de ‘Abdu’l-Bahá: Publicações recordam a vida de uma figura extraordinária

Atualizado: 1 de nov. de 2021

Centro Mundial Bahá’í , 29 de outubro de 2021 - Inúmeras pessoas e comunidades ao redor do mundo estão refletindo profundamente sobre a vida de serviço à humanidade de 'Abdu’l-Bahá, enquanto se preparam para comemorar o centenário de Seu passamento esse novembro.


Enquanto realizam isso, eles têm se inspirado a produzir um vasto número de novas publicações das escrituras e palestras de 'Abdu’l-Bahá sobre temas relevantes ao bem-estar e progresso da humanidade, incluindo a igualdade entre mulheres e homens, a eliminação do preconceito racial, a harmonia entre ciência e religião, a unicidade da religião, e a paz universal. As últimas semanas foram marcadas também pela publicação de orações que Ele compôs, relatos históricos de Sua vida, e artigos sobre esforços de comunidades bahá’ís ao redor do mundo, especialmente durante esse período especial, para contribuir à transformação social.



A colagem acima fornece apenas um vislumbre do vasto número de publicações que foram criadas nas últimas semanas e meses em países ao redor do mundo para marcar essa histórica ocasião.


Na Romênia, uma nova tradução da Vontade e Testamento de 'Abdu’l-Bahá foi disponibilizada. Na Indonésia, um livro de orações iluminado com pinturas de flores foi publicado em Bahasa. No Egito, Haiti, Ruanda, e Turquia, novas publicações apresentam histórias da vida de 'Abdu’l-Bahá.


No Japão, uma nova coleção de ensaios explora a visão de 'Abdu’l-Bahá do futuro espiritual daquele país. Em Bermuda, Jordânia, e nos Países Baixos, artigos de jornal têm explorado as contribuições das comunidades bahá’ís desses países às suas sociedades.


No Brasil, Canadá, Omã, Peru, Reino Unido, e Estados Unidos, livros de histórias para crianças, que as familiarizam com o extraordinário caráter de 'Abdu’l-Bahá e Seu serviço à humanidade, foram publicados .


Meses recentes também foram marcados pela disponibilização de novas seleções das escrituras Bahá’ís pela primeira vez em algumas línguas, incluindo Armênio, Grego, Hindi e 13 outros idiomas falados no subcontinente Indiano, Italiano, Japonês, Cazaque, Curdo (Kurmanji e Sorani), Mongol, Nepalês, Espanhol, Tetum, e Tshiluba, para mencionar alguns.


Novas traduções das orações e palestras de 'Abdu'l-Bahá também foram feitas em línguas indígenas. Um livreto com histórias sobre Sua vida foi criado em Chilunda e foi amplamente compartilhado entre o povo Lunda, cuja população se estende por áreas da Angola, República Democrática do Congo e Zâmbia. No Brasil, um livreto de orações e escritos de 'Abdu’l-Bahá foi produzido em Dzubukuá, falado entre os Karirí-Xocó, como parte dos esforços para revitalizar aquela língua ameaçada de extinção. Essa mesma cartilha também será disponibilizada em Yatê, língua falada pelo povo Fulniô no Brasil. Na África do Sul, histórias da vida de 'Abdu'l-Bahá foram traduzidas para o Sepedi e o Zulu.


Fonte: Bahá'í World News Service, original inglês disponível aqui


37 visualizações