Prece, a Linguagem do Amor

Oracoes / O que é oração? / Prece, a Linguagem do Amor

Prece, a Linguagem do Amor

A alguém que perguntou se a oração era necessária, visto que Deus conhece, presumivelmente, os desejos de todos os corações, ‘Abdu’l-Bahá respondeu: 

"Se uma pessoa amiga sentir amor por outra, terá vontade de lhe dizer. Embora saiba que esta não ignora o seu sentimento, contudo terá vontade de lhe dizer... Deus conhece os desejos de todos os corações, mas a prece é um impulso natural, provindo do amor do homem a Deus...

"Não é preciso que a prece seja em palavras; pode ser em pensamento e atitude. Faltando esse amor e desejo, é inútil tentar forçá-los. Palavras sem amor nada valem. Se alguém conversar convosco como um dever desagradável, sem amor nem prazer pelo encontro, desejareis palestrar com Ele?"

Em outra palestra, disse:

"Na oração mais elevada, o homem suplica só por amor a Deus, e não por medo Dele ou do inferno, nem pela esperança de atingir graças ou o céu... Quando uma pessoa se enamora de um ser humano, torna-se-lhe impossível deixar de mencionar o nome do objeto de seu amor. Quanto mais difícil ainda é deixar de mencionar o Nome de Deus quando se vem a amá-Lo... O homem espiritual não acha prazer em outra coisa que não seja a comemoração de Deus."

- Das notas da Sta. Alma Robertson e outros peregrinos, novembro e dezembro de 1900.