Louvado sejas Tu, ó Senhor meu Deus! Todas às vezes que me vem a lembrança de Ti e me ponho a refletir em Tuas virtudes, tal êxtase e enlevo se apoderam de mim que me vejo sem o poder de fazer menção de Teu Nome e Te louvar. Sou transportado a tais alturas que reconheço meu próprio ser como idêntico à lembrança de Ti em Teu reino, e à essência do Teu louvor entre Teus servos. Enquanto durar este ser, Teu louvor continuará a difundir-se entre Tuas criaturas e Tua lembrança a ser glorificada pelo Teu povo.\nTodo homem dotado de percepção entre Teus servos está convencido de que meu próprio ser vive eternamente e jamais poderá perecer, desde que seja eterna a lembrança de Ti, durando enquanto- durar Teu próprio Ser, e seja infindável o Teu louvor, permanecendo enquanto permanecer Tua própria soberania. Por intermédio deste ser, Tu és glorificado por aqueles de Teus eleitos que Te invocam e pelos sinceros dentre Teus servos. Ainda mais, o louvor com que qualquer um na criação inteira Te louve, procede deste ser excelso e a ele regressa, assim como o sol enquanto brilha emite seu esplendor sobre tudo o que se expõe a seus raios. Desse sol é gerada e a ele há de regressar, à luz que se irradia sobre todas as coisas.\nElevado, imensuravelmente elevado és Tu, acima de qualquer tentativa de medir a grandeza da Tua Causa, acima de toda comparação que se possa tentar, acima dos esforços da língua humana para expressar sua significação! Desde a eternidade Tu existes, sem nenhum outro além de Ti, e por todo o sempre continuarás a permanecer o mesmo na sublimidade da Tua Essência e nas inatingíveis alturas de Tua glória.\nE ao determinares tornar-Te conhecido aos homens, revelaste sucessivamente os Manifestantes da Tua Causa, ordenando que cada um fosse sinal da Tua Revelação entre Teu povo e a Aurora do Teu Ser invisível em meio às Tuas criaturas, até o tempo em que, segundo Teu decreto, todas as Revelações anteriores culminassem Naquele que Tu apontaste como o Senhor de todos os que estão no céu da revelação e no reino da existência, Naquele que Tu estabeleceste como o Senhor soberano de todos nos céus e na terra. Foi Ele a Quem designaste Arauto da Tua Mais Grandiosa Revelação, o Anunciador da Tua Antiquíssima Glória. Nisso, outro desígnio não tiveste senão o de experimentar aqueles que manifestaram Teus mais excelentes títulos a todos os que estão no céu e na terra. Foi Ele a Quem mandaste estabelecer Seu Convênio com todos os seres criados.\nE quando veio o tempo predeterminado e Tua promessa se cumpriu, Aquele que é o Possuidor de todos os nomes e atributos manifestou-se aos homens. Com isto, todos os que estavam nos céus e na terra pasmaram-se, salvo aqueles que Tu guardaste sob Tua proteção e preservaste no abrigo de Teu poder e Teu amoroso cuidado. Sucedeu-lhe, nas mãos de Tuas criaturas que transgrediram contra Ti, aquilo que a língua de nenhum de Teus servos pode contar.\nDirige-lhes, pois, ó meu Deus, o olhar da Tua terna misericórdia. Faze descer sobre Ele e sobre todos os que Lhe amam, todo o bem por Ti ordenado no céu da Tua Vontade e na Epístola do Teu decreto. Concede-lhes, então, Tua ajuda, pois Tu és, em verdade, o Onipotente, o Sublime, o Todo-Glorioso, o Predominante.

Bahá'u'lláh

Oraremos por você ou pela pessoa a quem dedicar a sua oração.

info@bahai.org.br

(+55 61)3255-2200

  • Facebook - White Circle
  • Branca ícone do YouTube