Título 1

Cura

Epístola de Cura

Ele é Quem cura, o Suficiente, o Amparo, a Suma Clemência, o Todo-Misericordioso.

A Ti invoco, ó Tu, o Excelso, ó Tu, o Fiel, ó Tu que és o Glorioso! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Soberano, ó Tu que enalteces, ó Juiz! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Incomparável, ó Tu, o Eterno, ó Tu que és Uno! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Mais Louvado, ó Tu que és Santo, ó Auxiliador! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Onisciente, ó Sapientíssimo, ó Tu, de Suma Grandeza! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que és o Clemente, ó Tu, o Majestoso, ó Tu que ordenas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Bem-Amado, ó Alvo de Adoração, ó Tu, o Extasiado! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu o Mais Poderoso, o Sustentador, ó Tu, o Potente! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Governante, ó Tu, o Subsistente por Si próprio, ó Conhecedor de tudo! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Espírito, ó Luz, ó Tu, o Mais Manifesto! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Procurado por todos, ó Tu, de todos Conhecido, ó Tu, Oculto de todos! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Invisível, ó Triunfante, ó Tu que concedes dádivas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Todo-Poderoso, ó Tu que socorres, ó Tu que ocultas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que moldas, ó Tu que satisfazes, ó Tu que extirpas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que surges, ó Tu que reúnes, ó Tu que exaltas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que aperfeiçoas, ó Tu que és o Irrestrito, ó Tu, o Bondoso! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Benéfico, ó Tu que restringes, ó Criador! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Mais Sublime, ó Tu que és de Suma Beleza, ó Munificente! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que és o Justo, ó Dispensador de Graças, ó Tu, o Generoso! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Predominante, ó Tu que és o Sempiterno, ó Tu, o Mais Conhecido! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que és o Magnificente, ó Ancião dos Dias, ó Tu que és o Magnânimo! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Protegido, ó Senhor de Júbilo, ó Alvo de Desejo! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que a todos dispensas bondade, ó Tu, Compassivo para com todos, ó Tu, o Mais Benévolo! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Refúgio para todos, ó Abrigo para todos, ó Tu que a todos preservas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que a todos socorres, ó Tu, Invocado por todos, ó Vivificador! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Revelador, ó Assolador, ó Tu o Mais Clemente! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu minha Alma, ó Tu meu Bem-Amado, ó Tu, minha Fé! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que sacias a sede, ó Senhor Transcendente, ó Tu, o Mais Precioso! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu a Maior Lembrança, ó Tu, o Mais Nobre Nome, ó Antiqüíssimo Caminho! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu o Mais Louvado, ó Santíssimo, ó Santificado! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Libertador, ó Conselheiro, ó Salvador! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Amigo, ó Médico, ó Tu que cativas! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Glória, ó Suma Beleza, ó Tu que concedes graças! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu, o Mais Fidedigno, ó Tu que mais amas, ó Senhor do Alvorecer! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que acendes, ó Tu que alegras, ó Mensageiro de Deleite! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Senhor de Generosidade, ó Tu, o Mais Compassivo, ó Tu, o Mais Misericordioso! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que és o Constante, ó Vivificador, ó Fonte de toda a Existência! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que penetras todas as coisas, ó Deus que a tudo vê, ó Senhor da Expressão! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu o Manifesto ainda que Oculto, ó Tu, o Invisível embora de Renome, ó Observador por todos procurado! Tu que és o Suficiente, Tu que curas, Tu que és o Eterno, ó Tu, o Sempiterno!

A Ti invoco, ó Tu que matas Aqueles que amam, ó Deus de Graça ao malfeitor!

Ó Tu que és o Suficiente, invoco-Te, ó Tu que és o Suficiente!

Ó Tu que curas, invoco-Te, ó Tu que curas!

Ó Tu que és o Eterno, invoco-Te, ó Tu que és o Eterno!

Tu, o Sempiterno, ó Tu, o Eterno!

Santificado és Tu, ó meu Deus! Suplico-Te por Tua generosidade, através da qual os portais de Tua bondade e Tua graça se abriram de par em par, e o Templo de Tua Santidade se estabeleceu sobre o trono da eternidade; e por Tua misericórdia, através da qual Tu convidaste todas as coisas criadas à mesa de Teus favores e Tuas dádivas; e por Tua graça, através da qual Tu respondeste, em Teu próprio Ser com Tua palavra "Sim!" em nome de todos no céu e na terra, na hora em que se viu reveladas Tua soberania e Tua grandeza, no alvorecer, quando o poder de Teu domínio se tornou manifesto. E novamente eu Te suplico - por estes, os mais belos nomes, por estes atributos, os mais nobres e sublimes, por Tua Lembrança Excelsa, por Tua pura e imaculada Beleza, por Tua Luz oculta no pavilhão mais oculto e por Teu Nome envolvido nas vestes da aflição, toda manhã e noite - que protejas o portador desta abençoada Epístola e a quem a recitar e a qualquer um que a encontre, e a quem andar pela casa em que ela estiver. Através desta Epístola, pois, cura Tu cada pessoa enferma, todos os doentes e pobres, de toda tribulação e angústia, de toda penosa aflição e tristeza, e guia Tu por ela qualquer um que deseje entrar nas veredas de Tua guia e nos caminhos de Teu perdão e Tua graça.

Tu és, em verdade, o Poderoso, o Todo-Suficiente; és Quem cura, Quem protege, o Benéfico, o Compassivo, o Todo-Generoso, o Todo-Misericordioso.

Bahá'u'lláh

Ó Deus, meu Deus! Peço-Te pelo oceano de Teu poder curador, pela fulgência da Estrela Matinal da Tua graça, por Teu Nome, através do qual dominaste Teus servos, pela força preponderante de Tua Palavra excelsa, pela potência da Tua augustíssima Pena, e por Tua mercê, a qual precedeu à criação de todos os que estão no céu e sobre a terra – peço-Te que, com as águas da Tua bondade, me purifiques de toda aflição e todo mal, de todas as faltas e fraquezas.

Vês, ó meu Senhor, Teu suplicante esperando à porta de Tua generosidade e aquele que em Ti depositou suas esperanças segurando-se à corda de Tua graça. Não lhe negues, eu Te imploro, o que ele busca no oceano da Tua graça e na Estrela Matinal da Tua misericórdia.

Poderoso és para fazer o que Te apraz. Não há outro Deus além de Ti, O que sempre perdoa, o Mais Generoso.

Bahá'u'lláh

Oração de Cura para a Mulher

Glória a Ti, ó Senhor meu Deus! Peço-Te, por Teu Nome, através do qual Aquele que é a Tua Beleza se estabeleceu sobre o trono da Tua Causa - Nome esse através do qual tudo transformas, tudo reúnes, tudo chamas a prestar contas, tudo recompensas, tudo preservas e sustentas - protege, eu Te peço, esta serva que buscou Teu refúgio e o amparo dAquele que é Teu próprio Manifestante, esta serva que em Ti depôs sua inteira confiança.

Ela está enferma, ó meu Deus, e entrou na sombra da Árvore da Tua cura; aflita, refugiou-se na Cidade de Tua proteção; doente, dirigiu-se ao Manancial de Teus favores; atribulada em extremo, apressou-se para alcançar a Fonte da Tua tranqüilidade; e oprimida com pecados, volveu-se à corte de Teu perdão.

Adorna-a, através de Tua soberania e benevolência, ó meu Deus e meu Bem-Amado, com as vestes de Teu bálsamo e Tua cura, e faze com que ela sorva do cálice de Tua misericórdia e Teus favores. Protege-a, ainda mais, de toda aflição e todo mal, de toda enfermidade e dor, e de tudo o que Tu abominas.

És, em verdade, imensamente enaltecido acima de tudo, menos de Ti próprio. És, em verdade, Quem preserva, cura e sempre perdoa, o Todo-Suficiente, o Mais Misericordioso.

Bahá'u'lláh

Glória a Ti, ó Senhor meu Deus!

Imploro-Te por Teu Nome, através do qual ergueste as insígnias da Tua orientação, difundiste o esplendor da Tua misericórdia e revelaste a soberania do Teu domínio - Nome esse que fez aparecer a lâmpada dos Teus nomes dentro do nicho dos Teus atributos, e luzir Aquele que é o Tabernáculo da Tua unidade e a Manifestação do desprendimento; que tornou conhecidos os caminhos da Tua orientação e indicou as veredas do Teu prazer; que fez tremerem os fundamentos do erro, desvanecerem-se os sinais da malícia, jorrarem as fontes da sabedoria, e descer a mesa celestial; Nome através do qual preservaste Teus servos e concedeste Tua cura; fizeste visível a ternura de Tua compaixão a Teus servos, e revelaste Tua clemência entre Tuas criaturas - imploro-Te que protejas aquele que regressou a Ti e em Ti se firmou, apoiando-se em Tua misericórdia e segurando-se à orla das vestes de Teu amoroso cuidado. Dota-o, pois, de uma constância que vem de Ti e de uma paz oriunda de Tua majestade.

Tu és, em verdade, Quem cura, preserva e ampara; és o Poder, a Onipotência, a Glória e a Sabedoria Suprema.

Bahá'u'lláh

Teu Nome é minha cura, ó meu Deus, e a lembrança de Ti, meu remédio.

Aproximar-me de Ti é minha esperança, e meu amor por Ti, meu companheiro.

Tua misericórdia por mim é minha cura e meu socorro, neste mundo como no vindouro.

Tu, em verdade, és o Todo-Generoso, o Onisciente, a Suprema Sabedoria.

Bahá'u'lláh

Ó Tu, Senhor clemente! És o amparo de todos estes servos Teus. Conheces os segredos e mistérios de todas as coisas. Estamos necessitados, e Tu és o Poderoso, o Onipotente. Nós todos somos pecadores, e Tu és Quem absolve os pecados, o Misericordioso, o Clemente. Ó Senhor! Não olhes nossas faltas. Trata-nos de acordo com Tua graça e Tua generosidade. Nossas faltas são numerosas, mas o oceano do Teu perdão é ilimitado. Nossa fraqueza é grave, mas as evidências de Tua ajuda e assistência são claras.

Confirma-nos, pois, e fortalece-nos. Ajuda-nos naquilo que nos torne aceitáveis em Teu sagrado Limiar. Ilumina nossos corações, dá discernimento aos nossos olhos e torna atentos os nossos ouvidos. Ressuscita os mortos e cura os enfermos. Ao pobre, concede riquezas, ao que teme, confiança e paz. Aceita-nos em Teu reino. Ilumina-nos com a luz de guia. Tu és o Poderoso e o Onipotente! És o Generoso! És o Clemente! És o Benévolo!

'Abdu'l-Bahá

Oração de Cura para um Bebê

Tu és Aquele, ó meu Deus, através de cujos nomes os enfermos são curados e os feridos restaurados, e aos sedentos é dado de beber, e os aflitos são tranqüilizados, e os desorientados são guiados, e os degradados são exaltados, e os pobres, enriquecidos, e os ignorantes, instruídos, e os desanimados, iluminados, e os sofredores, confortados, e aquecidos os que padecem de frio, e soerguidos os espezinhados. Através de Teu nome, ó meu Deus, todas as coisas criadas foram abaladas, os céus espraiaram-se, a terra estabelecida, e as nuvens se elevaram transformando-se em chuva sobre a terra. Isso, verdadeiramente, é um sinal de Tua graça a todas as Tuas criaturas.

Imploro-Te, portanto, por Teu nome, através do qual Tu manifestaste Teu Mensageiro e exaltaste Tua Causa sobre toda a criação, e por um a um dos Teus mais excelentes títulos e mais augustos atributos, e por todas as virtudes pelas quais Teu transcendente e sublime Ser é louvado, que faças descer, esta noite, das nuvens de Tua misericórdia as chuvas de Tua cura sobre este bebezinho, a quem Tu relacionaste com Teu Ser todo-glorioso no reino de Tua criação. Cobre-o, então, ó meu Deus, por Tua graça, com o manto do bem-estar e saúde, e guarda-o, ó meu Bem-Amado, de toda aflição e tumulto, e de tudo o que for odioso a Ti. Teu poder, verdadeiramente, é superior a tudo. Tu, em verdade, és o Mais Poderoso, O que subsiste por Si próprio. Faze descer sobre ele, ainda mais, ó meu Deus, o bem deste mundo e do vindouro, e o bem de antigas e futuras gerações. Teu poder e Tua sabedoria são, em verdade, iguais a isso.

Bahá'u'lláh

Ó Divina Providência!

Em todas as coisas, concede Tu pureza e um estado imaculado ao povo de Bahá.

Permite que sejam libertos de toda corrupção e da escravidão a qualquer vício.

Protege-os da perpetração de qualquer ato repugnante, livra-os dos grilhões de todo mau hábito, para que possam ter uma vida pura, em liberdade e integridade, sem mácula, e que sejam dignos de servir em Teu Sagrado Limiar, e de se relacionarem com seu Senhor.

Livra Tu este povo das bebidas intoxicantes e do tabaco, protege-os, salva-os do ópio, o qual leva à loucura, permite-lhes fruir dos doces sabores da santidade, saciar-se do cálice místico do amor celestial, e conhecer o êxtase de se aproximar cada vez mais do Reino do Todo-Glorioso.

Pois é assim mesmo como tens dito: "Tudo o que tens em tua adega não satisfará a sede de meu amor - ó portador do cálice - traz-me, do vinho do espírito, um cálice pleno como o mar!"

'Abdu'l-Bahá

Louvado sejas Tu, ó Senhor meu Deus! Imploro-Te - por Teu Nome Supremo, através do qual despertaste Teus servos e ergueste Tuas cidades, e por Teus mais excelentes títulos e mais augustos atributos - que ajudes Teu povo a volver-se em direção a Tuas múltiplas dádivas e voltar a face para o Tabernáculo de Tua sabedoria. Cura Tu as enfermidades que por todos os lados atingem as almas, impedindo que dirijam o olhar para o Paraíso que repousa à sombra do Teu Nome - Nome esse que ordenaste fosse o Rei de todos os nomes para todos os que estão no céu e na terra. Poderoso és para fazer o que Te apraz. Em Tuas mãos está o império de todos os nomes. Não há outro Deus salvo Tu, o Grande, o Sábio.

Sou apenas uma pobre criatura, ó meu Senhor; tenho-me segurado à orla das vestes de Tuas riquezas. Doença grave me aflige: apóia-me na corda da Tua cura. Livra-me dos males que me cercam e lava-me completamente nas águas da Tua graça e mercê e adorna-me com as vestes da saúde, por Tua clemência e bondade. Fixa em Ti, pois, meus olhos, e desprende-me de tudo, menos de Ti. Ajuda-me a fazer o que desejas, a cumprir o que for do Teu agrado.

Verdadeiramente, Tu és o Senhor desta vida e da vindoura. És, em verdade, O que sempre perdoa, o Mais Misericordioso.

Bahá'u'lláh

Oração de Cura para a Mulher

Ó Deus, meu Deus! Peço-Te pelo oceano de Teu poder curador, pela fulgência do Alvorecer da Tua graça, por Teu Nome, através do qual dominaste Teus servos, pela força preponderante de Tua Palavra excelsa, pela potência da Tua augustíssima Pena, e por Tua mercê - a qual precedeu a criação de todos os que estão no céu e sobre a terra - peço-Te que, com as águas da Tua bondade, me purifiques de toda aflição e todo mal, de todas as faltas e fraquezas.\nVês, ó meu Senhor, Teu suplicante esperando à porta de Tua bondade e aquele que em Ti depositou suas esperanças segurando-se à corda de Tua generosidade. Não lhe negues, eu Te imploro, o que ele busca no oceano da Tua graça e no Alvorecer da Tua misericórdia.\nPoderoso és para fazer o que Te apraz. Não há outro Deus além de Ti, O que sempre perdoa, o Mais Generoso.

Bahá'u'lláh

info@bahai.org.br

(+55 61)3255-2200

  • Facebook - White Circle
  • Branca ícone do YouTube