Uso positivo da internet

Noticias / Uso positivo da internet

Uso positivo da internet

Leia essa e outras notícias no Bahá'í Brasil - edição 39

A massificação dos meios de comunicação trouxe um grande avanço para nosso cotidiano cada vez mais tecnológico e resultou no uso intenso da Internet. As mídias sociais utilizadas por grande número de usuários, por qualquer razão que seja, são aparatos que nos fornecem diversas informações de variadas naturezas.

Em carta escrita em seu nome, datada de 8 de agosto de 1957, Shoghi Effendi esclarece que o foco central na vida de todo jovem deve ser o serviço à Fé: “Os jovens devem tornar-se desprendidos de todas as coisas mundanas e, plenos do poder dinâmico do Espírito Santo, levantar para difundir a Mensagem que vivifica os corações.”

Bahá’u’lláh cita o Ensino da Causa, como “mandamento inalterável de Deus, eterno no passado, eterno no futuro”.

Para tocar os corações e ensinar a Causa de Bahá’u’lláh, podemos usar redes sociais para realização de atividades, conforme comenta Caleb Gilleland, um bahá’í norte-americano: “Aproveitar todos acontecimentos sociais para facilitar o conhecimento das pessoas a respeito da Fé, através de publicações sobre datas comemorativas e feriados bahá’ís, princípios e textos de escrituras sagradas”.

Para criar conteúdo atraente, que o seja realmente lido, é necessário conhecer o público e também é importante compreender as razões pelas quais as pessoas lêem as suas publicações, e assim envolvê-las mais através de uma interação saudável, com comentários, pesquisas de opinião e postagens participativas.

Com isso, as mídias sociais podem se tornar ferramentas através das quais haverá maior consciência a respeito dos ensinamentos bahá’is.

A nível institucional, pode por exemplo uma Assembleia ocasionalmente consultar sobre temas urgentes, fazendo uso dessas tecnologias. A Casa Universal de Justiça escreveu em 13 de agosto de 1998 que não há qualquer objeção a “conduzir reuniões usando tecnologias tais como audio ou video conferências[…] desde que os princípios bahá’ís de administração sejam respeitados”. Em carta escrita em seu nome, no dia 30 de agosto de 1933, Shoghi Effendi diz que:

“O princípio da consulta, que deve constituir uma das leis básicas da Administração, deveria ser aplicado a todas as atividades bahá’ís que afetem o interesse coletivo da Fé, pois é através da cooperação e contínua troca de pensamentos e visões que a Causa pode ser melhor salvaguardada e promovida. Iniciativa individual, habilidade pessoal, proatividade, embora indispensáveis, a não ser que apoiadas e enriquecidas pelas experiências e sabedoria coletivas de grupo, são, em última análise, incapazes de alcançar tão grandiosa tarefa”.

Com isso em mente, têm-se verificado em diversas comunidades, aprendizados sobre outras formas de utilizar positivamente a internet e as suas diversas redes sociais, como firesides ou estudos virtuais, correntes de orações, ou elaboração colaborativa de conteúdos.

No passado, poucos previam a presença da internet em nossa vida cotidiana. Hoje 42% da população mundial utiliza a internet frequentemente e seu uso sempre crescente deve-se às possibilidades exponenciais quase infinitas que ela traz. Possibilidades que destacam ferramentas como emails e a mídia social pelo poder de distribuição de informação em massa. Por isso é importante que com ações que sejam sustentáveis e as mídias sociais possam ser ferramentas através das quais cada indivíduo lance uma semente:

“Elevai vossos corações acima do presente e contemplai o futuro com olhos de fé. Hoje, a semente está lançada, o grão cai sobre a terra, mas, observai, virá o dia quando se levantará uma gloriosa árvore cujos ramos estarão carregados de frutos”, ‘Abdu’l-Bahá em Paris.

Algumas dicas para o uso positivo da internet:

- Manter uma posição de total neutralidade no campo da política partidária — sem apoiar, compartilhar ou ajudar disseminações nesse campo;

- Estar atento para não compartilhar / postar ideias que não estejam de acordo com os princípios bahá’ís;

- Usar sempre tom elogioso e jamais difamar a imagem de qualquer indivíduo ou organização;

- Atentar-se aos princípios de respeito à pluralidade religiosa, desapego às próprias ideias e a preconceitos.

Leia essa e outras notícias no Bahá'í Brasil - edição 39

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui