DNE aborda instrumentos para o planejamento comunitário

Noticias / DNE aborda instrumentos para o planejamento comunitário

DNE aborda instrumentos para o planejamento comunitário

Em sua mensagem de 08 de abril de 2007 a Casa Universal de Justiça expressou alegria por verificar a expansão da Fé em todas as partes e da conscientização sobre "o papel que as informações estatísticas podem exercer para facilitar o processo de planejamento no nível de agrupamento".

Sabendo, então, da importância deste assunto, poderíamos nos perguntar: quanto nossas comunidades estão se beneficiando dos mecanismos já desenvolvidos para organização das informações referentes ao processo de construção de comunidades? Como as instituições e agências bahá’ís têm se tornado capazes de ler sua realidade e elaborar planos efetivos para o crescimento da Fé? Estamos, de fato, construindo uma cultura cujo o compartilhamento de informações e guias, a um número crescente de amigos, é um de seus elementos centrais?

Dessa forma, a Assembleia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil recentemente nomeou seu Departamento Nacional de Estatísticas (DNE), designando um recurso de campo a tempo integral para acelerar os processos relacionados a esta área de aprendizagem. Desde então, passos importantes já foram dados, como podemos verificar abaixo:

 

- Capacitações regionais sobre estatísticas:

Como parte dos esforços para elevar a capacidade das regiões em coletar dados pertinentes e utilizar tais informações que chamam a atenção para os pontos fortes sobre os quais se deve construir e as carências a serem superadas, a Assembleia Espiritual Nacional, com apoio dos Conselheiros Continentais residentes no país, tem convocado os amigos que servem no nível regional para capacitações sobre estatísticas, preparadas pelo DNE em colaboração com o assistente administrativo do Corpo Continental dos Conselheiros.

Até o momento, foram realizadas capacitações em quatro regiões: Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Ainda esse mês acontecerá em São Luís do Maranhão em setembro na região amazônica. Esses encontros têm oferecido a oportunidade para que os participantes, a partir de um entendimento mais profundo sobre os instrumentos estatísticos que lhes são disponíveis e seu efetivo uso, deem seguimento ao progresso de sua região, analisem os modelos de crescimento existentes em suas comunidades, e decidam sobre o próximo conjunto de metas a ser adotado.

 

- Visitas de campo aos agrupamentos:

Na continuidade do acompanhamento às regiões, o DNE tem realizado visitas de campo a alguns agrupamentos identificados em cada região do país. Até o momento, foram visitados Falcão Real (Centro-Oeste), Rio de Vida Eterna e Mogi Mirim (Sudeste).

O Departamento tem buscado trabalhar ombro a ombro com os amigos e aprender em colaboração sobre como implementar e utilizar as ferramentas estatísticas. Esse esforço sincero tem permitido aprofundar o entendimento do conceito relacionado ao trabalho e, ao mesmo tempo, aprender sobre como lidar e superar os desafios, em um movimento que envolve o avanço da capacidade tanto deste órgão da Assembleia Nacional, quanto dos amigos que acompanha no nível regional e dos que estão nos agrupamentos. Na primeira semana de setembro a região Sul receberá uma visita de campo ao agrupamento Portal da Glória.

A essas iniciativas soma-se o acompanhamento contínuo oferecido por este Departamento aos amigos que estão dedicados ao trabalho com estatísticas, enquanto se esforçam por torná-lo parte natural de suas atividades. Como resultado destes processos, neste último ciclo a Secretaria Nacional recebeu 106 perfis de crescimento dos agrupamentos, o que representa 44 formulários a mais do que o número recebido no período anterior. Destes, 77 referem-se aos agrupamentos que já alcançaram o primeiro marco de desenvolvimento ou lançaram seu programa intensivo de crescimento. Os demais dizem respeito aos agrupamentos incipientes.

 

O DNE recebeu também arquivos mais atualizados do Programa de Relatórios Estatísticos (SRP) de duas das regiões do país e tem acompanhado os amigos nos esforços para sua implementação, atualização e utilização.

Desse modo, comemoramos as vitórias alcançadas e com confiança nos preparamos para continuar nossa jornada. A expectativa é a de que possamos receber os perfis de crescimento de todos os agrupamentos em que há qualquer iniciativa de construção de comunidades, ou seja, dos 180 agrupamentos atualmente trabalhados, bem como as atualizações constantes do SRP e os relatórios elaborados a partir do Programa de Relatórios Estatísticos – Instituto (SRP-I).

O Departamento acredita que nos próximos ciclos o fluxo de informação acima pretendido resultará dos esforços por parte daqueles que estão em campo para organizar e analisar sua própria realidade a partir das ferramentas disponíveis.

 

Vamos em frente!

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui