Congresso Nacional recebe audiência sobre Cultura de Paz

Noticias / Congresso Nacional recebe audiência sobre Cultura de Paz

Congresso Nacional recebe audiência sobre Cultura de Paz

Na manhã de ontem (08), o plenário 10 da Câmara dos Deputados recebeu a "Audiência Pública Conjunta sobre Cultura de Paz - Educação para a Paz”. O principal objetivo do encontro foi divulgar as experiências educacionais da sociedade brasileira voltadas para o tema em questão e elaborar “Diretrizes para a Educação da Paz”.

“Nos últimos anos muitas tentativas de enfrentar estas questões vêm sendo pontuadas por dados e estudos sobre os diversos tipos de violência. Porém, a massa de dados sozinha não dá conta de focar em metodologias e formas pedagógicas adequadas para o processo preventivo, um processo de investimento na qualidade das convivências e do clima escolar. Ou seja, um trabalho de base nos valores humanos, devidamente adequados ao Projeto Político-Pedagógico da instituição educacional”, ressaltou Aliel Machado, deputado federal do Paraná que presidiu a mesa.

O evento também contou com a participação de estudiosos da área, como Helena Finger (Assessora Especial do MEC), Nei Alberto Salles (Universidade Estadual de Ponta Grossa), Kelma Socorro Matos (Universidade Federal do Ceará) e Feizi Milani (Universidade Federal da Bahia), que compartilharam inúmeras experiências positivas que têm acontecido pelo Brasil.

Qualquer proposta que vise promover o respeito e a valorização da diversidade deve caminhar lado a lado com medidas concretas de empoderamento, dentro dos arcabouços da democracia, direitos humanos universais, e, em última instância, da paz. Por isso, ao explanar sobre o programa de empoderamento de educadores de Ponta Grossa (PR) para trabalhar o tema Cultura de Paz em sala de aula, o professor Nei Alberto ressaltou que “diversidade é um traço fundamental em nossa vida”. A professora Kelma Singer também destacou como a Cultura de Paz deve ser construída em todos os espaços da escola. “Responsabilidade coletiva na construção e gestão de projetos políticos-pedagógicos devem ser democráticos, onde todos participam ativamente”, ressaltou Kelma.

Já o professor doutor Feizi Milani falou sobre os projetos elaborados pelo InPaz (Instituto Construção Social da Paz), parceria público privado que promove ações voltadas para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz. Por saber da importância do desenvolvimento de um senso de guardiania mundial (a ideia de que cada um de nós ingressa no mundo sob a guarda do todo e que, por sua vez, possui como legado um certo

grau de responsabilidade para com o bem-estar da coletividade), afirmou: “Enquanto cada um estiver pensando exclusivamente em seu próprio bem-estar e se iludindo que é possível à parte desconectar-se do todo, continuaremos a sofrer as consequências desse descompromisso moral. Por isso, uma valiosa contribuição que esta Comissão pode oferecer seria questionar e/ou estimular os diversos órgãos do Governo Federal a darem a devida prioridade a essa temática em seus editais, linhas de financiamento e programas de capacitação. Se isso for feito, testemunharemos nos anos por vir uma profusão de pesquisas, publicações, projetos em escolas e comunidades. E os frutos não tardarão”.

Feizi também lembrou que o documento "A Promessa da Paz Mundial" completa exatos 30 anos. Em outubro de 1985 o órgão governante da Comunidade Bahá’í, A Casa Universal de Justiça, emitiu essa mensagem “aos povos do mundo”, que é considerada pelos especialistas um dos cinco documentos mais importantes de todos os tempos sobre o tema. O documento cita alguns elementos necessários para a construção de uma paz duradoura, como a unidade do gênero humano, a plena igualdade de direitos, deveres e oportunidades entre mulheres e homens, um conceito de cidadania mundial como elementos integrador da educação e processos de ação coletiva que ocorram como causa e consequência de uma transformação interior das pessoas.

Você pode ler o documento aqui e assistir aqui a fala de Feizi Milani na Audiência Pública.

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui