Conduta bahá’i nas mídias sociais

Noticias / Conduta bahá’i nas mídias sociais

Conduta bahá’i nas mídias sociais

A massificação dos meios de comunicação trouxe um grande avanço no nosso cotidiano cada vez mais tecnológico e resultou em uso intenso da Internet. As mídias sociais utilizadas por grande número de usuários, por qualquer razão que seja, são aparatos que nos fornecem diversas informações de variadas naturezas.

Neste cenário, a escassez da informação que era um problema até então, deu lugar ao excesso da informação. Tantas informações que não se tem o tempo hábil para ler, sequer refletir de modo adequado para poder se posicionar corretamente. Perante tal situação, os bahá’ís devem lembrar de que as vezes um ato impensado, seja uma simples “curtida” num comentário de alguém, pode ferir a imagem da Fé ou ir ao desencontro dos princípios da Fé. Pois, neste momento, o crente é representante de uma Comunidade Internacional com princípios amplamente divulgados e conhecidos por muitos indivíduos que utilizam mídias sociais.

Neste momento e antes de curtir, compartilhar ou comentar algo que circula na Internet, cada bahá’í deve, de certo modo, lembrar esta citação de Exemplo Perfeito da Fé, ‘Abdul’-Bahá:

"O dever mais vital, neste dia, é a purificação de vosso caráter, a correção de vossos modos e a melhoria de vossa conduta. ... A veracidade, é o fundamento de todas as virtudes humanas. Quando este santo atributo for estabelecido no homem, todas as qualidades divinas também serão adquiridas."

Em relação a mensagens com algum cunho preconceituoso ou discriminatório de qualquer natureza, o Amado Mestre salienta:

"Jamais faleis de modo depreciativo a respeito de outros, mas louvai-os sem distinção. Não maculeis vossas línguas falando mal dos outros.

Saudai vossos inimigos como amigos, e considerai os que vos desejam mal como aqueles que vos desejam bem.

Não deveis ver o mal como mal e então comprometer vossa opinião, pois tratar com delicadeza e amabilidade alguém que considerais mal ou inimigo é hipocrisia, e isto não é digno nem admissível.

Deveis considerar vossos inimigos como vossos amigos, ver os que vos querem mal como aqueles que vos querem bem, e tratai-os de acordo."

A Assembleia Espiritual Nacional do Bahá’ís do Brasil, na sua mensagem de Festa de Dezenove Dias, datada de 02 de março de 2012, faz algumas reflexões sobre a lei bahá'í a respeito do não-envolvimento em política partidária.

Há diferentes ações que os amigos bahá'ís, inadvertidamente, podem realizar que se qualificam como envolvimento em questões político-partidárias – algo que fere o princípio fundamental bahá'í da unidade. A Assembleia Nacional esclarece que, de acordo com o princípio bahá'í de não-envolvimento em política partidária, as seguintes atividades estão entre aquelas que não condizem com a postura:

- afiliar-se a partidos políticos;

- candidatar-se a qualquer cargo eleitoral;

- atuar como cabo eleitoral de algum candidato;

- trabalhar em campanha política, direta ou indiretamente;

- circular artigos, com bahá'ís ou não, com notícias, imagens, anedotas tendenciosamente políticas;

- criticar os governos e discutir política partidária, abertamente, em sites e blogs; entre outras.

Lembrando que o teor das Escrituras Sagradas aqui citadas, bem como a mensagem da Assembleia Nacional, não são somente para serem seguidas e respeitadas na utilização de recursos da Internet. Todavia, pela grande repercussão e pelos mecanismos de comprovação que as mídias sociais possuem, cabe a cada indivíduo decidir com sabedoria, baseado nos princípios bahá’ís, o que fará com a informação circulada na Internet que está agora em suas mãos.

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui