Canela Fina: música para todos

Noticias / Canela Fina: música para todos

Canela Fina: música para todos

A proposta do grupo é proporcionar ao público músicas com instrumentação variada, aperfeiçoando a percepção musical nas crianças

O Grupo Canela Fina surgiu em Salvador (BA) e desde 2010 vem desenvolvendo atividades de musicalização infantil. A ideia da banda veio de um grupo de amigas e educadoras musicais que se reuniam para desenvolver atividades de musicalização infantil. “A música ultrapassou os limites da sala de aula quando surgiu ideia de transformar tudo em um show voltado para crianças de qualquer idade, incluindo a criança que existe em cada adulto”, relatam Angelita Brook e Kamile Levek, criadoras do projeto.

Grupo ainda afirma que “além do contato direto com as crianças na relação de ensino aprendizagem, todos os integrantes são provenientes do meio acadêmico e desenvolvem pesquisas científicas nas áreas de educação musical e etnomusicologia”. Um deles é o baterista Diogo Florez, que faz parte da banda desde o ano passado. Além de músico, Diogo é professor e já participou de projetos de musicalização para crianças na Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Diogo nasceu em família bahá'í e afirma que a Comunidade teve um papel importante na escolha da profissão. “Procuro participar sempre de projetos que sejam coerentes com os meus princípios bahá'ís. Me dá outra motivação, pois sei que estou transmitindo através da arte uma coisa boa para as pessoas. A carreira artística é muito incerta, com altos e baixos, sem uma rotina muito certinha... Mas uma das coisas que me faz se sentir seguro de segui-la é a importância que a Fé dá para as artes e como os bahá'ís acreditam que a arte é importante para elevar o espírito das pessoas”, conclui o artista.

Acostumado com a rotina das bandas de outros gêneros, Diogo se diz muito contente com a outra visão que o projeto mostrou da música. “O trabalho com crianças é completamente diferente, você começa a ver como a música age sobre elas de diferentes formas, ajudando no convívio e na coordenação motora”, completa.

O curso em que Diogo é professor conta atualmente com 200 alunos. Os pais participam das aulas com os filhos até atingirem três anos de idade. O conteúdo das aulas varia de acordo com a faixa etária. “Nas aulas para os bebezinhos trabalhamos mais a parte de estímulos sonoros e motores. Eles exploram os instrumentos até descobrirem como como eles emitem sons”, relata Diogo. Quando começam a ter mais independência elas deixam os pais e passam a aprender ritmos, reconhecer diferentes timbres, leitura musical e pequenos arranjos.

Outro projeto da banda que se encerra em maio é o “Canela Fina invade sua Cidade”, com shows de graça nas praças da cidade de Salvador. As apresentações geralmente acontecem em datas especiais com temáticas diferentes, “para crianças de zero a 100 anos”.

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui