Ato em frente ao Congresso Nacional pede libertação de prisioneiros religiosos

Noticias / Ato em frente ao Congresso Nacional pede libertação de prisioneiros religiosos

Ato em frente ao Congresso Nacional pede libertação de prisioneiros religiosos

Na manhã desta quarta-feira (14), a comunidade brasileira pôde demonstrar sua indignação diante da condenação injusta de bahá'ís no Irã. A data marca seis anos de prisão de sete lideranças, que foram encarceiradas unicamente com base em suas crenças religiosas. A concentração dos apoiadores teve início às 7h, quando o banner (10x15m) produzido pelo artista plático bahá'í Siron Franco em defesa da liberdade religiosa foi estendido no gramado em frente ao Congresso Nacional.

A ação foi promovida pela Comunidade Bahá'í do Brasil e contou com a participação de lideranças religiosas e da Senadora Ana Rita, do Estado do Espírito Santo, que declarou seu total apoio à luta pela liberdade religiosa no mundo. "Sinto-me muito honrada em estar aqui hoje, participando desse ato em defesa dos prisioneiros bahá'ís e em fazer parte dessa corrente", afirmou. Além disso, a Senadora, que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH), declarou que vai mobilizar o Senado em apoio ao pedido de libertação dos prisioneiros.

Em diversos países foram realizadas ações pela libertação imediata das lideranças bahá'ís e de todos os prisioneiros de consciência que se encontram nas
prisões do Irã. No Brasil, o Congresso Nacional tem demonstrado sua preocupação acerca do caso por meio de dezenas de pronunciamentos proferidos em Plenário e em Comissões, ressaltando a importância de uma consciência global de defesa dos direitos humanos e da liberdade religiosa em todas as partes do mundo, com especial ênfase a discriminação contra os bahá’ís que hoje ocorre no Irã.

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui