Conferência debate sobre refugiados e exilados na Europa

Noticias / Conferência debate sobre refugiados e exilados na Europa

Conferência debate sobre refugiados e exilados na Europa

A conferência geral anual do Conselho Europeu sobre Refugiados e Exilados (ECRE), realizada de 14 a 16 de outubro em Haia, Países Baixos, reuniu 150 participantes, incluindo membros da sociedade civil e organizações não governamentais de proteção e promoção de direitos de refugiados, pessoas que buscam asilo e expatriados. O evento discutiu sobre a migração em massa de refugiados por toda a Europa.

Volker Turk, Alto Comissário Assistente para Proteção na Agência de Refugiados das Nações Unidas (UNHCR), declarou que a Europa está diante de um momento sem precedentes na história em meio ao movimento de refugiados e migrantes. Já Michael Diedring, Secretário Geral do ECRE, falou sobre as dimensões humanas que envolvem os últimos acontecimentos. “Embora muitas pessoas deem um foco desproporcional a números e estatísticas, jamais devemos esquecer que cada número representa uma pessoa, um indivíduo com valor intrínseco e direitos humanos”, afirmou.

Em sua contribuição, a Comunidade Internacional Bahá’í deu atenção especial à profunda interconectividade da humanidade: “A migração de populações ilustra que a paz, a estabilidade e a prosperidade das diferentes regiões do mundo estão interconectadas e as soluções não podem ser inteligentemente consideradas se isoladas dessa realidade global. Arranjos sociais e legais que satisfazem as necessidades de uma região, mas que não levam em consideração as de outras, mostram-se insuficientes. O que está ficando claro é que a migração das populações nada mais é que o último sintoma de uma preocupação muito mais profunda e de amplas consequências”.

Como parte do programa noturno, os participantes da reunião foram convidados para o museu Mauritshuis que tem o acervo da coleção mundialmente famosa de pintores Holandeses e flamengos, incluindo Rembrandt, Rubens e Brueghel. 

Dorine Manson, diretora do Conselho Holandês para Refugiados ligou o evento àquilo que é conhecido como Idade Áurea Holandesa: “O que levou à prosperidade de Amsterdã no século 17 foi a chegada de refugiados de toda a Europa. Foi graças a eles, sua diversidade, habilidades e empreendedorismo que, aquilo que anteriormente era uma pequena cidade portuária, desenvolveu-se no mais importante porto e centro comercial do mundo por volta de 1630. E é graças a essa riqueza que os pintores da Idade Áurea foram capazes de contribuir à herança cultural da Europa e do mundo.”

ECRE é a maior aliança pan-européia que abrange 90 organizações não governamentais de proteção e promoção dos direitos de refugiados, buscadores de asilo e expatriados.

Texto original: Mass migration heightens awareness of humanity's 'organic unity'

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui