O Jovem no mundo atual

Noticias / O Jovem no mundo atual

O Jovem no mundo atual

Hoje quando se fala em juventude, geralmente é para falar de seus conflitos, de seus problemas, de sua incompreensão e rebeldia, de vícios, drogas. Há uma abordagem negativa da juventude. Há poucos que confiam nela sincera e totalmente. Desta forma, os próprios jovens passam a ter de si, inconscientemente, uma imagem depreciativa, acreditando que os vícios e a alienação são realmente sua realidade “natural”. Como não lhes apresentam objetivos mais nobres, como não lhes oferecem chances de desenvolver seu pleno potencial, sua responsabilidade e maturidade, eles não se vêem motivados a ocupar espaços mais sólidos e significativos de participação social.

É necessário perceber que a própria alienação ou revolta dos jovens é um sinal positivo. Demonstra a recusa do mundo que vêem ao redor de si, sua recusa em compactuar com um mundo onde eles só vêem mentira, violência, injustiça e sofrimento. É natural que não percebendo em si força para transformar a realidade, eles a neguem e combatam de forma imatura. É preciso oferecer aos jovens a possibilidade de descobrirem seu valor e sua dignidade. É essencial para que possam realmente mudar o futuro que recuperem o senso de honra e respeito próprio, que se percebam como seres humanos dignos e capazes interiormente. O homem que se reconhece como um ser espiritual adquire forças para lutar, ainda que sozinho, pela transformação da realidade. Senão, será vítima dos modismos, sem firmeza ou certeza alguma que o capacite a agir.

A educação espiritual, promovida por Deus através das grandes religiões mundiais, é a única capaz de elevar o ser humano e motivá-lo para altas realizações. A religião sempre foi, e continua sendo, o único caminho para o auto-conhecimento e o reconhecimento do propósito da vida e do valor humanos. Como disse Bahá’u’lláh, o profeta fundador da Fé Bahá’í, religião nascida no Irã em 1844: “O homem é o talismã supremo. A falta da devida educação, porém,   privou-o daquilo que ele inerentemente possui (…) Considerai o homem como uma mina rica em jóias de inestimável valor. A educação, tão somente, pode fazê-la revelar seus tesouros e habilitar a humanidade a tirar dela algum benefício.”

Assim, é essencial educar a criança para que seja um jovem em paz consigo, e o jovem para que seja útil ao mundo e feliz. A juventude encorajada pode transformar a realidade, pode construir uma sociedade mais fraterna e justa, pode estabelecer a paz. Apenas através desta regeneração interior a juventude como todos os homens, poderão levantar-se para a plenitude de suas existências e construir um novo mundo.

RSS

Para subscrever a nossa feed RSS de notícias clique aqui