Ó meu Deus, dou testemunho de que Tu, desde toda a eternidade, nada fizeste descer sobre Teus servos senão aquilo que causasse sua elevação

Oracoes / Ó meu Deus, dou testemunho de que Tu, desde toda a eternidade, nada fizeste descer sobre Teus servos senão aquilo que causasse sua elevação

Saiba mais!

Conheça as leis bahá'ís sobre o Jejum clicando aqui.

Para ter acesso a informações sobre o Calendário Bahá'í, acesse esta página.

Quer ganhar um e-book de orações?

Gotas de Fé - Sua dose diária de espiritualidade no Facebook.

Curta a página Gotas de Fé no Facebook!

Orações para o Jejum

 

Ó meu Deus, dou testemunho de que Tu, desde toda a eternidade, nada fizeste descer sobre Teus servos senão aquilo que causasse sua elevação, sua aproximação de Ti e sua ascensão ao céu de Tua transcendente Unidade. Estabeleceste Teus limites entre eles, ordenando que fossem como evidências da Tua justiça e sinais da Tua misericórdia entre Tuas criaturas, a cidadela de Tua proteção em meio a Teu povo, a fim de que homem algum em Teu reino transgredisse contra seu próximo. Como é grande a bem-aventurança daquele que por amor a Tua beleza e a Teu prazer, reprimiu os desejos de uma inclinação corrupta e observou os preceitos fixados por Tua Pena excelsa! Ele, em verdade, há de ser incluído no número dos que atingiram todo o bem e seguiram o caminho apontado por Ti.

Suplico-Te, ó meu Senhor, por Teu Nome, através do qual concedeste a Teus servos e Teu povo o poder de Te conhecerem, e atraíste para a corte resplandecente da Tua Unidade os corações dos que Te reconheceram, e fizeste as almas de Teus favorecidos aproximarem-se da Aurora da Tua Unicidade - suplico-Te que eu seja ajudado a observar o jejum inteiramente por amor a Ti, ó Tu, o Pleno de Majestade e Glória! Capacita-me, então, ó meu Deus, para que eu possa ser contado entre aqueles que aderiram às Tuas leis e Teus preceitos, por Tua causa, tão somente, e com os olhos fixos em Tua Face. São estes, realmente, cujo vinho consiste em tudo o que procedeu dos lábios da Tua Vontade primordial, cuja poção pura é o Teu chamado arrebatador, cujo rio celestial é Teu amor, cujo paraíso é a entrada em Tua Presença e a reunião Contigo. Pois Tu foste seu Princípio e seu Fim, sua Mais Alta Esperança e seu Desejo Supremo. Cega seja a vista que contemplar qualquer coisa que Te desagrade, e confundida a alma que se inclinar ao que seja contrário à Tua Vontade.

Por Ti próprio e por eles, imploro-Te, ó meu Deus, que Te dignes aceitar, através de Tua graça e benevolência, as obras que temos realizado, por muito aquém que estejam da elevação e da sublimidade do Teu estado, ó Tu que és o Mais Amado dos corações que por Ti anseiam, e és Quem cura as almas dos que Te reconheceram! Que faças chover, pois, sobre nós, do céu da Tua misericórdia e das nuvens da Tua benevolência, o que nos possa purificar do menor traço que seja de desejos maus e corruptos, e nos aproxime dAquele que é o Manifestante do Teu Próprio Ser sublime e todo-glorioso. Tu, verdadeiramente, és o Senhor deste mundo e do vindouro, e és poderoso para fazer tudo o que Te apraz.

- Bahá'u'lláh