Origens da Casa Universal de Justiça

Casa Universal de Justiça / Origens da Casa Universal de Justiça

Origens da Casa Universal de Justiça

A instituição da Casa Universal de Justiça foi ordenada por Bahá’u’lláh em Seu Livro Sacratíssimo, o Kitáb-i-Aqdas. Suas responsabilidades foram ainda detalhadas em diversos de Seus outros escritos. ‘Abdu’l-Bahá confirmou a autoridade da Casa Universal de Justiça em Sua Última Vontade e Testamento e proveu detalhes a respeito de seu estabelecimento e funcionamento.

Nos anos iniciais do século 20, num período em que Sua vida estava especialmente em perigo, ‘Abdu’l-Bahá tomou medidas para organizar a eleição da Casa Universal de Justiça, caso Lhe acontecesse algo. Esta precaução se mostrou necessária.

Após o passamento de ‘Abdu’l-Bahá, Shoghi Effendi – o Guardião da Fé Bahá’í – deu grande importância ao estabelecimento da Casa Universal de Justiça. Ele dedicou mais de três décadas à preparação da comunidade mundial bahá’í para sua eleição, repetidamente antecipando aquela auspiciosa ocasião em termos entusiásticos. Entretanto, primeiro foi necessário criar e fortalecer a rede global de Assembleias Bahá’ís Locais e Nacionais para prover uma base forte para tal entidade. Cada Nova Assembleia Espiritual Nacional que se formava, tornava-se mais um pilar para “participar da sustentação do peso e da ampliação dos alicerces da Casa Universal de Justiça”.1

Em 1951, Shoghi Effendi nomeou alguns indivíduos para um Conselho Internacional Bahá’í, um precursor da Casa Universal de Justiça. Em 1961, esse Conselho nomeado foi reformada como um corpo eleito por todas as Assembleias Nacionais e Regionais então estabelecidas no mundo.

Após o súbito passamento de Shoghi Effendi em 1957, seu trabalho foi completado pelo distinto grupo de bahá’ís que Lee havia nomeado como Mãos da Causa de Deus. Esses indivíduos organizaram a primeira eleição da Casa Universal de Justiça.

Em abril de 1963 – o centenário da declaração pública de Bahá’u’lláh – a Casa Universal de Justiça foi eleita por todas as 56 Assembleias Espirituais Nacionais que na época estavam estabelecidas no mundo. Com a eleição da Casa Universal de Justiça, o Conselho Internacional Bahá’í deixou de existir.

O nascimento da Casa Universal der Justiça foi um evento de tremendo significado. Depois de mais de um século de expansão e consolidação – e através de um processo eleitoral global democrático – os bahá’ís do mundo puderam trazer à existência uma instituição internacional permanente, ordenada por Bahá’u’lláh, para orientar seus afazeres.

Desde sua formação, a Casa Universal de Justiça vem dedicando há mais de meio século à construção e consolidação de uma comunidade bahá’í que tem os recursos e capacidades para participar do estabelecimento da civilização global prevista por Bahá’u’lláh, através de um processo de aplicação de Seus ensinamentos para a melhora do mundo.

Além disso, para apoiá-la nesse trabalho, a Casa Universal de Justiça criou diversas instituições nomeadas; entre elas estão o Corpo Continental de Conselheiros e o Centro Internacional de Ensino.

Conforme estipulado por Bahá’u’lláh, a Sede da Casa Universal de Justiça está localizada no Monte Carmelo, na Terra Santa, bem próxima ao Sepulcro do Báb.

 

1 Shoghi Effendi, Mensagens de Shoghi Effendi ao Mundo Bahá'í