Algumas Leis - O Não-Envolvimento em Política Partidária

A Fé Bahá'í / A Religião / Algumas Leis Bahá'ís / Algumas Leis - O Não-Envolvimento em Política Partidária

Algumas Leis - O Não-Envolvimento em Política Partidária

Clique nos links abaixo para conhecer outras leis bahá'ís

Oração
Casamento
Educação dos Filhos
Não-envolvimento em Política Partidária
Jejum
Álcool e Outras Drogas
Funeral

A visão de civilização apresentada por Bahá'u'lláh exige uma redefinição fundamental de todas as relações  humanas. A  partir  de Suas leis e conceitos, os seres humanos têm a oportunidade de romper com os padrões vigentes, contribuindo de forma ativa para que as bases de uma nova civilização global possam ser erigidas. 

Princípios em Ação

Acreditamos que a religião é a base para a transformação social, e que a fé em Deus e no potencial de cada indivíduo pode se tornar um poderoso instrumento para a regeneração da sociedade.

Clique aqui para saber como aplicamos os princípios bahá'ís em ações práticas que contribuem para essa transformação.

O propósito da Revelação bahá'í excede o da transformação individual. Acreditamos que nossos atos são o que demonstra nossa real vontade de promover mudanças na sociedade à nossa volta. Porém, qualquer envolvimento em movimentos sociais e discussões precisa considerar o fato de que meras críticas sobre determinadas situações não dão conta da profundidade dos problemas enfrentados pela humanidade. Da mesma maneira, temos convicção de que a solução desses problemas exige algo além dos impactos aparentemente positivos de ações imediatistas. 

Saiba mais!

Para se aprofundar sobre este tema, leia o texto Política: entre os limites da transformação social e do partidarismo.

A humanidade é uma só família

Os ensinamentos bahá'ís enfatizam que todos nós, como criações de um mesmo Deus, somos parte de uma única família humana.

Para saber mais sobre este tópico,

clique aqui.

Independentemente da localidade em que vivemos, consideramo-nos membros de uma mesma comunidade, uma só humanidade que precisa se unir para alcançar o desenvolvimento pleno para todas as pessoas, em todas as partes do planeta. O envolvimento em partidos políticos torna inviável o reconhecimento dessa identidade essencial, criando divisões e antagonismos que geram um distanciamento do objetivo central de estabelecimento de uma sociedade unida e pacífica.  

A abstenção do envolvimento em qualquer ação que possa ser caracterizada como partidária – seja pela participação em discussões sobre disputas eleitorais, pelo repasse de mensagens em redes sociais e comunicações eletrônicas via correio eletrônico e listas de discussão - é, portanto, um reflexo da crença espiritual na unidade da humanidade.