Algumas Leis - Educação dos Filhos

A Fé Bahá'í / A Religião / Algumas Leis Bahá'ís / Algumas Leis - Educação dos Filhos

Algumas Leis - Educação dos Filhos

Clique nos links abaixo para conhecer outras leis bahá'ís

Oração
Casamento
Educação dos Filhos
Não-envolvimento em Política Partidária
Jejum
Álcool e Outras Drogas
Funeral

A realidade do ser humano é a sua alma

A existência material é apenas uma etapa em nosso desenvolvimento espiritual. A alma continua existindo quando nos libertamos de nosso corpo físico. Assim sendo, sexo, raça/etnia ou deficiência física são apenas algumas das características efêmeras da nossa existência - algo que não deve impedir o desenvolvimento de nossos talentos e capacidades.

Para saber mais sobre como desenvolver o seu pleno potencial, clique aqui.

Ação Social

As atividades comunitárias voltadas para crianças e pré-jovens buscam desenvolver nas gerações mais jovens tanto o amor pelos Manifestantes de Deus e o conhecimento de seus ensinamentos quanto suas capacidades materiais, sociais e artísticas, auxiliando no processo de auto-reconhecimento enquanto protagonistas da transformação social.

Clique aqui e saiba mais!

Os ensinamentos bahá'ís colocam claramente a obrigação tanto dos pais quanto da sociedade de educarem as crianças e jovens, permitindo que possam desenvolver plenamente o seu potencial e aprender a contribuir com a transformação da sociedade à sua volta. 

Bahá'u'lláh diz que é dever dos pais assegurar que seus filhos adquiram qualidades espirituais, bem como conhecimentos úteis e uma profissão que irá lhes possibilitar uma vida produtiva. 

'Abdu'l-Bahá declara que o primeiro dever, tanto por parte da mãe quanto do pai, é "esforçar-se, por todos os meios possíveis, para educar ambos os sexos, masculino e feminino, meninas e meninos. Não existe diferença alguma entre eles. A ignorância de ambos é reprovável, e a negligência, em ambos os casos, condenável." 

"Os bem-amados de Deus e as servas do Misericordioso devem educar seus filhos com vida e amor, e ensiná-los na escola da virtude e da perfeição. Não devem descuidar deste dever, não podem ser ineficientes."

No caso de uma família que não disponha de condições materiais para prover educação formal a todos os filhos, a orientação é que prioridade seja dada à educação das meninas. Este ensinamento, que pode ser considerado como uma ação afirmativa para assegurar o avanço das mulheres, encontra ressonância em diversos estudos que comprovam o papel multiplicador das mães e lideranças comunitárias femininas e o impacto dessa educação no progresso das comunidades nas quais estão inseridas.